5 dicas de como implementar uma cultura de dados em sua empresa.



Apoiar suas decisões de negócio sobre dados qualificados é fundamental para o sucesso, mas ninguém disse que seria fácil.


Adquirir uma ferramenta de inteligência de negócios pode ser, basicamente, uma pequena revolução em qualquer empresa. Para isso dar certo, porém, ele precisa trazer consigo uma grande mudança cultural, entregando controle e análise dos dados da empresa para os departamentos de negócio, deixando de ser somente "assunto da TI".


Por outro lado, implementar efetivamente uma cultura voltada aos dados - o que é essencial para o sucesso do BI - pode ser um grande desafio para os gestores.


Segundo um recente estudo conduzido por Forbes Insights e McKinsey, mais da metade (54%) entende Big Data e Analytics como algo importante expansão dos negócios, mas admite ter pouca ou nenhuma adoção de cultura orientada a dados em suas companhias.

Apoiar suas decisões de negócio sobre dados qualificados é fundamental para o sucesso, mas ninguém disse que seria fácil. Da tecnologia aos processos, diversos elementos são parte da busca por bons resultados. No final das contas, entretanto, são as pessoas que vão fazer a diferença e tomar as melhores decisões.


Confira algumas dicas para preparar seus times da melhor forma e empoderá-los na mudança de sua empresa rumo a uma cultura de decisão orientada por dados.


1 - Simplifique o acesso aos dados

Simples: seus colaboradores precisam criar um "hábito por dados". Para isso, é importante que eles tenham acesso às informações de forma simplificada e irrestrita. Mas calma lá: irrestrito não quer dizer que elas estarão desprotegidas. Isso deve ser acompanhado de uma política bem estruturada de acesso, que combine privacidade com uma maior transparência para que setores tenham mais colaboração e compartilhamento.

Ao eliminar burocracias nos sistemas e aumentar a acessibilidade aos dados, mais seus colaboradores terão a facilidade - e o costume - de lidar com diversas fontes de informação e construir suas análises. É a base para qualquer cultura de dados.


2 - Tenha um método para os dados

Implementar uma cultura efetiva de utilização de dados não envolve apenas acesso e motivação dos funcionários. Empresas precisam criar uma metodologia de indicadores e métricas a ser seguida, que todos os colaboradores e departamentos possam compartilhar e reconhecer.

Uma empresa é composta por uma variedade de aplicações, cada uma com suas bases de dados. Cada API é diferente, e por isso é crítico que todos compreendam as nuances de cada informação, aprendendo a lidar com eles da melhor forma e criar estratégias baseadas no compartilhamento de dados.


3 - Conecte os dados aos objetivos de negócio

Vou repetir, pois esse ponto aqui é chave. CONECTE OS DADOS AOS OBJETIVOS DE NEGÓCIO. A adoção de uma ferramenta de BI diz muito mais respeito aos objetivos de negócio do que uma necessidade tecnológica.


Para sublinhar isso, CIOs precisam dialogar com os líderes de negócio em cada setor da organização, estabelecendo objetivos focados em torno dos dados, com KPIs de alto valor, porém realistas.


4 - Dê o exemplo e estimule os primeiros passos

Ter uma estratégia robusta e estruturada sobre dados não é nada se não for empregada a favor da tomada assertiva de decisões. Os gestores devem puxar a frente, dando o exemplo ao usar as bases de informação da empresa para embasar suas decisões de negócio e ter insights mais qualificados.


É um processo que pode começar verticalmente para depois se espalhar ao longo da organização, com cada área observando e analisando os dados relevantes para suas tarefas para definir as melhores ações a serem tomadas.


5 - Escolha a ferramenta certa

Todos os passos anteriores convergem para esta etapa. A compra de uma ferramenta de BI pode ser o começo de tudo, mas ele só será 100% eficaz quando combinado aos esforços de transformação cultural e processual da empresa.



Mesmo assim, observar as ferramentas do mercado e escolher a que se encaixe mais com o plano de sua empresa é imprescindível. Estabeleça quais as necessidades principais - mais facilidade de uso, acesso ágil e descentralizado, robustez no tratamento dos dados - e a partir disso escolha qual a ferramenta ideal para sua operação.


Entenda: um software de BI não é a solução milagrosa de todos os problemas - ela é o motor que agilizará o aumento de eficiência e produtividade em sua operação.


#bimachine #businessintelligence #dados #5dicas

40 visualizações
Lajeado

Rua Alberto Torres, 613, sala 301, Centro

Lajeado - RS - Brasil

CEP 95900-188

© 2019 BIMachine.

Todos os direitos reservados.

São Paulo

Av. das Nações Unidas 14401, Torre Tarumã, Chácara Santo Antônio

São Paulo - SP - Brasil

CEP  04794-000

Porto Alegre

Rua Praça XV de Novembro, 66,
Centro Histórico

Porto Alegre - RS - Brasil

CEP 90020-080

scaleup_512_2x.png
gptw_512_2x.png
10business_512_2x.png
martechs_512_2x.png