O BI no auxílio da gestão de estoque e como isso faz vender mais

Atualizado: Fev 5

Quando falamos em otimizar a gestão de estoque é importante ter em mente que deve

ser levado em consideração é a utilização de sistemas de informação que, além de

automatizar os processos, contribuem para a tomada de decisão através da geração

de relatórios.


O Business Intelligence (BI) é essencial para a gestão e oferece uma visão ampla e

mais aprofundada dos números da operação, incluindo como realizar a gestão de

estoque e com isso, impulsionar suas vendas.


A maioria dos comerciantes já passou por situações como estoque parado e cheio de

mercadorias da coleção anterior, vendas que não ocorrem pela dificuldade em

atualizar o conjunto de produtos, dificuldade em fazer pedidos assertivos, evitando

sobras ou faltas, entre muitos outros.


Superar esses problemas é algo complicado para quem precisa trabalhar e pagar as

contas, os funcionários, o aluguel do ponto, manutenção da loja e etc.


Diante destas dificuldades, listamos a seguir quatro medidas que têm por objetivo

facilitar a vida do varejista, com experiência no ramo ou não e, oferece mais lucro.


1. Negociação com fornecedores



Negociar de maneira ampla com os fornecedores é uma atitude assertiva. Realize a

curadoria do mix de produtos, pré-definindo o que será disponibilizado com base em

indicadores de venda, de giro e de margem.


Estes indicadores devem se originar na própria varejista e também nos fornecedores,

que são conhecedores do mercado. Além disso, é importante contar ainda, com uma

consultoria da qualidade para auxiliar na expertise do negócio.


2. Smart Estoque



Por meio da tecnologia, trace um plano de compras e caso seja detentor de uma

marca, ofereça todo o planejamento de compras para o franqueado, isso auxilia no

incremento da velocidade de giro do estoque.


Existe no mercado, uma metodologia chamada ‘open to buy’, que libera espaço no

estoque para comprar e pode otimizar o estoque de 12 meses, em quatro e desta

forma, o lojista mantém a quantidade de produtos na quantidade necessária.


Caso o lojista compre muito, precisará liquidar a mercadoria e com isso, pode perder

margem. Porém, caso compre pouco, pode e certamente irá perder vendas. O seu

planejamento de compras deve regular o seu estoque.


A mesma razão vale também para o varejista, que está transformando sua loja em

uma franquia. Neste sentido, a primeira etapa passa pela diminuição do estoque

existente e parado, utilizando promoções. Então, já diante do montante adquirido, o

novo franqueado poderá comprar bons produtos, com base no planejamento da marca

que será franqueado e então, voltará a lucrar.


3. Webportal para compras



O sistema tecnológico deve utilizar ferramentas que eliminem a necessidade das

visitas do representante do fornecedor dentro do varejista, seja franqueado ou não.

Um website voltado para realizar compras oferece sugestões de pedidos prontas, de

maneira ágil. Tanto melhor se este pedido puder ser realizado em todos os

dispositivos móveis, seja desktop, celular, tablet, laptop, etc.


Desta forma, o franquiado ou o comprador varejista não precisa ter experiência em

compras, já que a sugestão é oferecida pronta, com base na estratégia da

franqueadora ou da marca revendida.


Trata-se de uma excelente opção para investidores que não estão acostumados a lidar

com o mercado varejista, conferindo assertividade ao pedido e segurança na

transação, seja para o lojista ou para a marca.


4. Utilize todo o poder do BI



Um sistema integrado de tecnologia da informação é crucial para que forneça ao

franqueado ou lojista, em tempo real, dados e informações que dizem respeito ao

estoque, vendas, giro de produtos e desempenho da loja.


Esta ferramenta deve proporcionar ainda ao varejista, segurança ao realizar suas

compras e a gestão do estoque na sua praça de atuação.


O BI fornece uma visão ampla do seu estoque e dados precisos para que possa tomar

com tranquilidade as decisões de compra. De maneira geral, a solução tecnológica

beneficia a gestão do estoque, já que o espaço usado passa a ser otimizado e o

controle de perdas é mais efetivo.


Além de entender o planejamento de vendas e saber com exatidão quais e quando os

produtos serão vendidos, ainda é possível averiguar se o estoque disponível atende

todo o planejamento de vendas e, caso não atenda, o BI indica ao setor de compras a

questão, oferecendo dados precisos sobre a demanda futura.


O BI é capaz de oferecer informações consistentes e concisas não apenas sobre a

operação, mas também a cerca das decisões e estratégias que devem ser tomadas

para alcançar resultados positivos de negócios.

Transforme a gestão da sua empresa, venha ser data driven com a BIMachine!


Conheça a maior plataforma analytics da América Latina.

Agende uma conversa com nossos especialistas e saiba como impulsionar os seus negócios.


#bimachine #datadriven #businessintelligence #businessanalytics

Lajeado

Rua Alberto Torres, 613, sala 301, Centro

Lajeado - RS - Brasil

CEP 95900-188

© 2019 BIMachine.

Todos os direitos reservados.

São Paulo

Av. das Nações Unidas 14401, Torre Tarumã, Chácara Santo Antônio

São Paulo - SP - Brasil

CEP  04794-000

Porto Alegre

Rua Praça XV de Novembro, 66,
Centro Histórico

Porto Alegre - RS - Brasil

CEP 90020-080

scaleup_512_2x.png
gptw_512_2x.png
10business_512_2x.png
martechs_512_2x.png