O BI é válido para qualquer tamanho de empresa que deseje impulsionar os negócios

Humanização de dados foi um dos temas apresentados durante o BIMachine Moving - evento online criado para debater a geração de informação inteligente. Na ocasião, o diretor de Operações de Tecnologia da CISS, Adriano Cagnini, o diretor da Soluções Integradas Verdes Vales, Guilherme Kessler e o CEO da BIMachine, Douglas Scheibler refletiram sobre seus negócios, a cultura de análise de dados e a melhor forma de aplicar uma gestão data driven dentro da sua realidade.


- Confira também: Clique aqui e assista ao BIMachine Moving completo!


Douglas Scheibler

Scheibler iniciou o painel apresentando dados interessantes sobre o uso da plataforma nos dois ambientes e destacou que as operações se assemelham quanto ao nível de implantação e utilização. O executivo levantou a questão do processo de cultura, pessoas e tecnologia e questionou como os gestores participantes percebiam esse aspecto na estrutura operacional de cada organização.


Cagnini explicou que o processo de planejamento estratégico define os objetivos da empresa, e estes se ramificam para todos os setores da organização, definindo os indicadores, tanto os resultados como os direcionadores. Para ele, o BI é cultura e essa consciência faz toda diferença para a expansão do negócio.

Adriano Cagnini
“Quando precisamos tomar qualquer decisão é no BI que buscamos. Essa é a ferramenta padrão para decidir qualquer coisa dentro da organização. Assim, claro, os diretores não precisam solicitar um relatório de Excel e aguardar que seja feito. Os dados estão ali, em tempo real”, conta.

Muitos dos projetos da empresa estão focados em formar pessoas e desenvolver colaboradores, conforme Cagnini explica. “E esses indicadores medimos através de BI. Nossa plataforma de e-learning é onde os colaboradores têm seu mapa de treinamento e, evidentemente, há o processo de integração dessas tecnologias, permitindo que possamos acompanhar o processo de capacitação e a evolução desses profissionais e dos treinamentos em tempo real”, contou.


Para a CISS, que é uma empresa de tecnologia, encontrar um parceiro como a BIMachine foi extremamente importante. “Essa é uma estratégia acertada, visto que não se pode desenvolver tudo “dentro de casa'', revelou Cagnini.

Guilherme Kessler

A rapidez na tomada de decisões também foi o que incentivou o Grupo Verdes Vales a buscar um parceiro de BI, como explicou Kessler.

“Sempre nos orgulhamos em pagar PPR (Programa de Participação de Resultados) aos funcionários e a ferramenta auxiliou nesse processo, visto que os colaboradores têm condições de analisar a performance do departamento, da loja e da empresa na hora, sem precisar esperar o final do mês para isso. Nesse cenário de pessoas, investimos constantemente em treinamento e somos medidos por indicadores”, disse.

O diretor lembrou do ano difícil vivido em 2020. “Passamos por uma crise por conta de dois fatores: a seca, que provocou 50% de quebra na produção; e a pandemia. O BI entra nesse processo para nos fornecer mais rapidez na tomada de decisão”, diz. O mais difícil para a empresa está sendo criar essa cultura das análises por dados, mas a expectativa é positiva.


“Sempre investimos muito em treinamento e como somos todos medidos por indicadores, com o BI se tornou muito fácil ter acesso à produtividade de cada equipe e setor, o que deve impulsionar a “briga” por qualidade, pois isso motiva as pessoas”, revela. Kessler acredita que muitos fatores não são expostos na solução, mas estão lá. “O BI é válido para qualquer tamanho de empresa que deseje impulsionar os negócios. É preciso utilizar para ver o quanto de oportunidade essa tecnologia proporciona, por mais simples que ela seja”, conclui.

Embora o desafio em assimilar esse processo de dados no centro do negócio exista, o diretor conta que as pessoas estão começando a entender que sem essa tecnologia estaremos à deriva. “Afinal, ninguém mais vai abrir cinco ou seis janelas para obter indicadores. Não há mais espaço para isso. BI é transparência, engajamento, reação rápida e sucesso”, conclui Kessler.


Em sua 6ª edição, o BIMachine Moving reuniu mais de 2000 participantes ao vivo, contando com diretores, gerentes, executivos e tomadores de decisão de empresas que buscam discutir a expansão dos seus negócios, aumento da rentabilidade de suas companhias a partir da análise de informação com a tecnologia de inteligência de negócios.

plataforma bimachine

Transforme a gestão da sua empresa, venha ser data driven com a BIMachine!


Conheça a maior plataforma analytics da América Latina.

Agende um diagnóstico gratuito com nossos especialistas e saiba como impulsionar os seus negócios.

20 visualizações0 comentário